Os melhores e os piores tribunais estaduais em termos de gestA?o

dice de atraso e outros indicadores.Isolando-se os trA?s parA?metros usados para definir o ranking dos tribunais, o TJ do PiauAi?? estA? mal colocado em todos. A gestA?o dos processos coloca o tribunal na A?ltima colocaAi??A?o; em termos de gerenciamento orAi??amentA?rio, o TJ-PI Ai?? o 4o mais mal colocado; e na gestA?o de recursos (humanos e tecnolA?gicos), Ai?? o penA?ltimo colocado.De 2010 a 2013, a maior evoluAi??A?o foi registrada no Tribunal de JustiAi??a do Amazonas. Em 2011, o TJ-AM aparecia em 24A? no ranking geral. Conforme osAi??A?ltimos dados disponAi??veis, de 2013, o TJ subiu para a 3A? colocaAi??A?o no ranking dos melhores tribunais.Para calcular o Ai??ndice de gestA?o orAi??amentA?rio, sA?o levados em consideraAi??A?o despesas com recursos humanos na comparaAi??A?o com o total das despesas do tribunal, custo mAi??dio dos processos e a comparaAi??A?o entre receitas e gastos.O Ai??ndice de gestA?o de recursos envolve a quantidade de cargos de magistrados ocupados, percentuais de servidores efetivos e das A?reas judiciA?rias, dados sobre tecnologia e taxa de equalidade processual, uma comparaAi??A?o entre percentuais de processos por servidor e por magistrados na primeira e segunda instA?ncias.A conta sobre gestA?o de processos tem como fatores a taxa de congestionamento do tribunal, o tempo que o tribunal levaria para julgar os casos pendentes, o percentual da demanda que foi finalizado em relaAi??A?o aos processos que ingressaram e a produtividade por magistrado e por servidor.Fonte: http://jota.info/os-melhores-e-os-piores-tribunais-estaduais-em-termos-de-gestao